Festival gastronômico: aonde ir em agosto

29/07/16 | Adriana Lage | Gastronomia

Buscando um festival gastronômico em agosto, daqueles que deleitam os olhos e o paladar de locais e visitantes? Verdadeiras festas democráticas na qual o principal objetivo é comemorar, comer e se divertir, as festas acontecem em todos os continentes.

Para turistas, é uma excelente oportunidade de aprender sobre os costumes interagindo com nativos, apreciando pratos típicos e aprendendo sobre a cultura local.

Em agosto acontece o festival mais famoso do mês, La Tomatina na Espanha, mas também mencionamos a pitoresca Fête des Cuisinières em Guadalupe no Caribe.

De leste a oeste, de norte a sul, veja onde estão acontecendo as saborosas comemorações.

Planeje sua viagem pegando no Pinterest todas as minhas dicas divididas por país ou temas. Acesse este link e me siga para não perder as novidades.

Festival Gastronômico em agosto: escolha o seu

Festival de Onam

A Índia inteira celebra a colorida festa do Festival de Onam (foto de capa). Mas é no lindo estado de Kerala onde a festa da colheita acontece com maior exuberância ao longo de dez dias entre os meses de agosto e setembro, conforme data auspiciosa baseada no calendário solar malayali.

A época não poderia ser mais perfeita. Campos dourados das plantações ou coloridos de flores desabrochando aumentam o brilho do festival.

Segundo a lenda, Kerala estava sob a regência do rei demoníaco Mahabali, bom governante porém egoísta, tanto que seu povo prosperou feliz durante a era dourada.

Os deuses, incomodados com sua crescente popularidade, aproveitaram seu defeito para terminar seu mandato. No entanto, lhe deram o direito de visitar seu povo anualmente.

O festival de Onam comemora essa visita desde o ano 800 d.C. Os preparativos iniciam-se dez dias antes com muita alegria.

Promove-se a limpeza das casas e a criação de tapetes floridos em frente de cada residência. Usam-se roupas novas e come-se muito pudim de arroz, o payasam.

Inscreva-se em nosso canal no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.

Dias de festa

O primeiro dia, Atham, é o mais importante e considerado sagrado e auspicioso. Começa com um café da manhã cujo cardápio é repetido até o último dia, Thiru Onam.

Os indianos tomam banho cedo e vão orar nos templos. Acredita-se que nesta data do Dia de Onam, Vishnu tomou seu quinto avatar, Vaamana, apareceu no reino e levou o Rei Mahabali para o mundo inferior.

Em cada dia há rituais e celebrações seguidas à risca pelos nativos. É lindo observar o colorido e a alegria do povo enquanto apresentam danças típicas e preparam pratos saborosos da culinária local.

Sem dúvida, a melhor oportunidade para mergulhar na cultura de Kerala.

O último dia representa a data quando o Rei Mahabali visita seu povo. Por isso as festividades chegam ao ápice, para que o espírito do governante se impressione com a felicidade e prosperidade de seu povo.

Um grande banquete de nove pratos vegetarianos é servido sobre folhas de bananeira regado a muita música, dança e alegria.

Festival de Onam

O quê: festival gastronômico em agosto

Onde: Kerala, Índia

Quando: *este ano acontecerá em 13/setembro/2016

Site: onamfestival.org

La Tomatina, Espanha

Festival gastronômico em agosto na Espanha: Guerra de tomates. Foto: Divulgação

A maior guerra de comida do mundo acontece na Espanha. Pertinho de Valência, Bunol é inteirinha pintada de vermelho proveniente dos tomates jogados por milhares de pessoas que invadem a cidade para guerrear usando o legume como arma.

Mais de 100 toneladas de tomates supermaduros são atirados nas ruas manchando todos e tudo o que está na frente Por isso, lojas e moradores protegem suas fachadas cobrindo-as com enormes lonas de plástico.

A festa começa às 11 da manhã quando caminhões despejam pilhas de tomates na Plaza del Pueblo, no centro da cidade, provenientes de Extremadura, – onde são mais baratos.

Teoricamente a La Tomatina só tem início após algum corajoso subir ao topo de um pau de sebo e alcançar a peça de presunto Palojabon deixada no topo.

Mas como este desafio pode demorar, a guerra começa mesmo que ninguém consiga pegar o prêmio. O caos tem início quando canhões de água jorram água e, então, é cada um por si.

A bagunça termina uma hora depois e nenhum tomate pode mais ser lançado. A partir de então, o processo de limpeza toma conta da cidade, envolvendo caminhões de bombeiros para esguichar as ruas usando água de um aqueduto romano.

Os festeiros enlameados de vermelho dirigem-se ao rio Bunol para se lavar ou aproveitam a bondade dos moradores que ficam na porta de casa jogando água de mangueira nos participantes.

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real sua viagem de volta ao mundo.

Origem do festival

O festival homenageia os santos patronos da cidade, Luis Bertran e a Mãe de Deus dos Desamparados, um título para Virgem Maria.

Em vigor desde meados de 1940, não há consenso sobre sua origem, que varia de uma briga local entre jovens a um ataque popular contra um vereador durante certa comemoração na cidade.

No governo de Francisco Franco, La Tomatina foi proibida por não ter cunho religioso, mas voltou imediatamente nos anos 1970 após sua morte.

Regras do festival:

– Proibido garrafas ou objetos pesados/duros que possam machucar alguém;

– Proibido rasgar a roupa dos outros;

– É obrigatório amassar o tomate antes de jogá-lo, para diminuir o impacto

– Assim que ouvir o segundo tiro, pare de jogar tomates.

Dicas:

Vista-se com roupas que você não se importará em jogar fora depois, inclusive tênis. Evite ir de chinelo para não se machucar.

Somente leve máquina fotográfica à prova d’água.

Compre o ingresso antecipadamente. Apenas 20 mil tickets são vendidos e para entrar na festa é obrigatório apresentá-lo.

Reserve hotel em Valência caso não encontre acomodação em Bunol. Faça isso com antecedência também.

La Tomatina

O quê: festival gastronômico em agosto

Onde: Bunol, a 38km a oeste de Valência, na Espanha

Quando: 31 de agosto em 2016

Site: latomatina.es

Leia nossas dicas da Espanha.

Festival do Alho, Reino Unido

Produtos à venda no Festival do Alho, festival gastronômico em agosto no Reino Unido. Foto: Divulgação

A comemoração anual da Rosa Fedida é sediada no coração da bela Ilha Wight, na costa sul do Reino Unido e famosa pelo festival de música em junho.

Em um cenário de colinas verdes e campos agrícolas, o Festival do Alho celebra o melhor da música e da diversão, com direito a comida, paisagens e sons para todos os gostos e idades.

A estrela da festa é a rosa fedorenta, o alho produzido na ilha pela premiadíssima fazenda Garlic Farm.

Experimente as iguarias mais imprevisíveis usando a raiz: sorvete, biscoitos, bolos, cerveja, pipoca, milho, cogumelos e uma infinidade de outros pratos.

Mas a festa não se resume a isso. Centenas de barracas vendem artesanato, comida típica (sem alho também) e produtos agrícolas.

Há apresentação de bandas musicais e animais treinados, aulas de culinária, atrações como arco-e-flecha e atividades infantis. Uma grande barraca de cerveja e fardos de palha para os participantes descansarem e desfrutarem da atmosfera alegre.

Dicas:

Ingressos à venda somente no portão de entrada do festival no dia do show.

Pegue a balsa em Portsmouth, no sul da Inglaterra.

Festival do Alho

O quê: festival gastronômico em agosto

Onde: Ilha Wight, Reino Unido

Quando: 20 e 21 de agosto de 2016

Horário: 10h00 às 16h00

Site: garlic-festival.co.uk

Leia mais dicas de viagem da Inglaterra.

Festa da Sardinha de Skala Kaloni, Grécia

Cenário onde acontece o Festival das Sardinhas na Grécia. Foto: Ron Saunders

A ilha de Lesvos é agraciada pela localização no deslumbrante golfo de Kalloni, nome dado às sardinhas produzidas aqui.

São internacionalmente famosas pela qualidade, sabor e riqueza de minerais presentes, provavelmente em virtude da água da chuva que escoa das plantações de oliveiras da ilha.

No primeiro fim de semana de agosto, o porto de Skala Kalloni celebra tal reputação servindo sardinhas grelhadas grátis acompanhadas de muito ouzo.

Mas não espere uma festa organizada, para conseguir a sua sardinha, faça como os gregos e chegue até a barraca para brigar pelo seu prato.

Saboreie a iguaria tranquilamente assistindo a apresentações de música e danças tradicionais gregas.

Depois faça um tour para conhecer os milhares de olivais, observar de pássaros e explorar a charmosa cidade portuária de Skala Kaloni.

Dica: não perca o restaurante Medusa em Skala Kaloni, um dos melhores da cidade para comer o tradicional peixe.

Festa da Sardinha de Skala Kaloni

O quê: festival gastronômico em agosto

Onde: Lesvos, Grécia

Quando: primeiro fim de semana de agosto

Festa do Mel de Imouzzer

Colorida festa tradicional no Marrocos. Foto: Divulgação

A região berbere merecidamente chamada Vale do Paraíso compreende vilarejos inteiros coloridos de casas vermelhas e brancas. Aqui é preparada uma joia ancestral, o mel, aromatizado com tomilho, lavanda e ervas, produzidos com técnicas antigas.

No fim de agosto durante quatro dias a região de Imouzzer a 60 km de Agadir reverencia o tesouro açucarado, sustento de milhares de famílias marroquinas, numa grande festa, reunindo produtores, experts, moradores e visitantes.

Todos se envolvem provando os diferentes néctares para eleger os melhores, que são premiados pela qualidade de seus produtos.

Profissionais trocam informações sobre as práticas de apicultura, turistas aprendem sobre a produção do mel e a criação de abelhas rainhas e todos se divertem com exposições artísticas, apresentação de shows, danças e músicas folclóricas marroquinas.

Visite os apiários de Inzerki, o mais antigo apiário tradicional coletivo no planeta, em Argana, construído no século XIX e passado de uma geração para outra.

Feito em adobe, implementado de modo inteligente usando as mesmas técnicas ancestrais, é compartilhado entre várias famílias da tribo Douars e tem valor cultural inestimável.

Dica:

Prove o amlou, iguaria suculenta da região Souss preparada com mel, óleo de argana e amêndoas, favorito entre casais em lua de mel.

Para chegar a Inzerki, alugue uma 4×4 ou faça um passeio guiado com agência especializada, apreciando o incrível cenário de montanhas rochosas repleto de cascatas.

Festa do Mel de Imouzzer

O quê: festival gastronômico em agosto

Quando: fim de agosto, as datas não são liberadas com muita antecedência

Onde: Imouzzer, Marrocos

Leia nossas dicas de viagem na África.

Fête des Cuisinières, Guadalupe

A animada festa caribenha, durante festival gastronômico em agosto na ilha de Guadalupe. Foto: Divulgação

Amantes da boa mesa tradicional caribenha não perdem o festival das cozinheiras em Guadalupe, o paradisíaco arquipélago francês ainda pouco explorado por turistas.

O evento acontece anualmente no sábado mais próximo a 10 de agosto, aniversário de São Lourenço, patrono dos chefs. Ele era um padre que foi queimado em brasas porque se negara ceder os tesouros da igreja ao Estado.

Para marcar o início da festa, mais de 200 cozinheiras do Caribe saem em procissão. Usando vestidos cerimoniais coloridos por cima de saias brancas rendadas, cabeças adornadas com elaborados lenços, pescoço enfeitado com bijuterias tradicionais e corpo guardado por um avental, seguem em direção às igrejas de São Pedro e São Paulo.

Lá assistem à missa, quando seus cestos repletos de flores, utensílios de cozinha e especialidades da cozinha crioula são abençoados.

Quando a missa termina, elas desfilam pelas ruas de Pointe-à-Pitre até o centro a cidade. Vão cantando, dançando e convidando os moradores para provar as iguarias feitas por suas mãos habilidosas.

O grande banquete é aberto a todos. Os comensais aproveitam para saborear caranguejos recheados, lagostas, bolinhos e pudins distribuídos gratuitamente durante duas ou três horas. Tudo é embalado por música, canto e dança tradicionais: beguine, mazurca, zouk.

Um baile das cozinheiras encerra a festa à noite, num ambiente animado e alegre.

Fête des Cuisinières

O quê: festival gastronômico em agosto

Quando: 06 de agosto em 2016

Onde: Guadalupe, Caribe

Site: lesilesdeguadeloupe.com

Veja nossas dicas de viagem no Caribe.

Aproveite e leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *