Outono no Japão, Hibiya Park

Outono no Japão: melhor época para visitar o país

As folhas coloridas do outono no Japão são o melhor motivo para você visitar o país nesta época. Chamadas “koyo” em japonês, atraem milhares de visitantes assim como a floração de cerejeiras, “sakuras”, na primavera.

A diferença é que as cores do outono são muito mais duradoras, enquanto a das cerejeiras dura cerca de uma semana. Então, as chances de você estar dentro numa paisagem igual a das fotos de descanso de tela do seu computador no escritório são enormes.

A partir do final de setembro, se inicia o “koyo front”. Imaginem uma onda de matizes amarelos esparramando-se lentamente sobre a terra, transformando as árvores em dourado como num passe de mágica.

Planeje sua viagem pegando no Pinterest todas as minhas dicas divididas por país ou temas. Acesse este link e me siga para não perder as novidades.
Outono no Japão, Ueno Park, Tóquio
Ueno Park, onde fica o zoológico de Tóquio.
Templos da cidade ganham cores no outono.
Templos da cidade ganham cores no outono.

O outono tinge de amarelo, laranja e vermelho a vegetação do país começando nas ilhas do norte, em Hokkaido, em direção ao centro-sul, chegando em Tóquio, Kyoto e Hiroshima em novembro.

Estive em Tóquio no início de dezembro e ainda consegui apreciar a exuberância das cerejeiras, ginkos e bardos (maple trees em inglês, momiji em japonês) numa profusão de tons do amarelo ao verde impressionantes.

Durante o outono no Japão, os japoneses são os primeiros a sair de casa e viajar por todo o país e se encantar com os cenários da estação. É uma das atividades mais esperadas do ano e se chama Koyogari, ou Momijigari – a arte de apreciar o koyo e o momiji.

Passarelas foram construídas em pontos estratégicos e há trilhas sem fim para percorrer em meio a montanhas, bosques e florestas. Mas você não precisa ir longe e fazer caminhadas longas. Os parques e templos nas cidades também oferecem espetáculos deslumbrantes. Vários lugares são enfeitados com luzes e à noite se transformam em outro cenário, magia pura!

Inscreva-se em nosso canal no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.
Vista do Hibiya Park a partir do Idemitsu Museum.
Vista do Hibiya Park a partir do Idemitsu Museum.

Mais do que simples turismo, existe toda uma simbologia para o outono no Japão. Para eles, a cor vermelha simboliza a vida. A transição das cores do verde para o vermelho e a queda das folhas é metáfora para o renascimento. É o processo necessário para a chegada de uma nova primavera, um novo ciclo de vida.

Outono em Kyoto, Japão
Vermelho, a cor do renascimento. Kyoto.

Onde ver o outono no Japão

Tóquio

Jardim Leste do Palácio Imperial (Imperial Palace East Garden)

Uma a uma, cerejeiras, bardos e ginkos colorem-se de amarelo e vermelho. Antes mesmo de entrar no jardim do palácio, as calçadas que contornam o fosso da muralha externa estão ladeadas de árvores. Passeie pela Sakura Street, veja o Lago Shinobazu e a Grande Fonte ou simplesmente perambule pelo jardim à toa.

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real sua viagem de volta ao mundo.
Outono no Palácio Imperial, Tóquio, Japão
Fontes nos jardins do Palácio Imperial, Tóquio.

Hibiya Park

O parque é considerado o pulmão da cidade, refúgio de executivos e funcionários durante o almoço, no centro de negócios da capital. Construído em 1903, é o primeiro parque em estilo ocidental do Japão.

Me impressionei com as ginkos centenárias e gigantes, resplendentes em amarelo-vivo.

Ginko, a árvore símbolo de Tóquio, no Hibiya Park.
Ginko, a árvore símbolo de Tóquio, no Hibiya Park.
Centenárias, as árvores ginko impressionam pela altura e beleza.
Centenárias, as árvores ginko impressionam pela altura e beleza.

Rikugien Park

Definitivamente o parque mais bonito de Tóquio, foi construído nos anos 1700 e ainda tem aquela atmosfera antiga de quando Tóquio ainda era chamada Edo. Ótimo exemplo de paisagismo os jardins do Período Edo. Um grande lago central cercado de pequenas colinas erguidas pelo homem e bosques, todos conectados por trilhas.

Seu nome significa “jardim dos seis poemas” e os jardins reproduzem em miniature 88 cenas de poemas famosos. Aproveite e faça como os locais: experimente chá verde acompanhado de doce de feijão.

Viaje mais: Tóquio é assim: cultura japonesa no dia a dia

Rikugien Park, o parque mais bonito de Tóquio.
Rikugien Park, o parque mais bonito de Tóquio.

Hama Rikyu Garden

Ao longo da Baía de Tóquio, foi o jardim da mansão de um senhor feudal durante o Período Edo e mais tarde onde caçavam patos. As lagoas são alimentadas pela água salgada da baía e o nível varia de acordo com a maré. Pegue o audioguia grátis nas entradas Nakanogomon e Otemon para conhecer sobre a história e a flora do parque.

Viaje mais: Superação: A conquista do Monte Fuji em Hakone

Hama Rikyu Garden, Tóquio.
Hama Rikyu Garden, Tóquio.
Hama Rikyu Garden, Tóquio.
Pequeno e repleto de belas imagens, Hama Rikyu Garden, Tóquio.

Icho Namiki (Ginko Avenue)

A árvore oficial de Tóquio impõe sua presença ao longo dessa avenida no Meiji-jingu Gaien Park. As calçadas lotam de turistas que vem se maravilhar com as folhas amarelas cobrindo o chão. A avenida é tão linda que as árvores recebem poda especial. Melhor época é visitá-la no fim de novembro e início de dezembro.

Icho Namiki Avenue, Tóquio
Pôr-do-sol na Avenida Icho Namiki em Tóquio.
Icho Namiki Avenue, Tóquio
Icho Namiki Avenue, Tóquio

Kyoto

A terra das gueixas, dos templos silenciosos escondidos nas florestas, a antiga capital do Japão. Um destino mandatório para quem vai a Tóquio, a 450km ao sul da capital. Reserve pelo menos três dias para conhecer os principais pontos turísticos de Kyoto. Eu fiz um bate e volta de trem bala porque tinha apenas um dia para visitar a cidade e não consegui ver tudo que eu queria. Mas o que eu vi, me apaixonei.

Viaje mais: Lugares para tirar fotos de Instagram na Ásia

Quando ver o outono no Japão

O site do turismo nacional do Japão sugere as melhores datas e lugares para ver as paisagens de outono. Os períodos são baseados nas datas mais comuns em que a transição de cores ocorre, mas nada é garantido quando se trata da natureza. Reproduzo aqui os top lugares.

Fim de setembro a início de outubro

Niseko, Hokkaido

Hachimantal, Iwate

Mt. Nasu-dake, Fukushima

Togakushi Heights, Nagano

Shiga Kogen, Nagano

Início a meados de outubro

Lake O-numa Quasi National Park, Hokkaido

Mt. Zao-san, Yamagata

Yatsugatake Heights, Nagano

Subaru Line, Mt. Fuji, Shizuoka

Meados a fim de outubro

Lake Towada-ko, Akita

Kinu-gawa River, Tochigi

Karuizawa, Nagano

Fim de outubro a início de novembro

Risshaku-ji Temple, Yamagatai

Lake Inawashiro-ko, Fukushima

Lake Ashino-ko, Kanagawa

Eihei-ji Temple, Fukul

Takachiho-kyo Gorge, Miyazaki

Início a meados de novembro

Aoba-dori Avenue, Sendai, Miyagi

Nagatoro-kyo Valley, Saltama

Kenrokuen Garden, kanazawa, Ishikawa

Momiji-dani Park, Miiyajima Island, Hiroshima

Meados a fim de novembro

Yoro Valley, Chiba

Imperial Palace, Tóquio

Arashiyama, Kyoto

Eikando Temple, Kyoto

Kumanoto Castle, Kumanoto

Para mim, o outono no Japão é a estação mais bonita e a melhor época para ir ao país. Não vejo a hora de voltar!

Todas as fotos são autorais.

Aproveite estas ofertas de hotéis em Tóquio

Aproveite estas ofertas em Tóquio. Reserve acima de R$ 1.000,00 através do link abaixo e ganhe 1h de consultoria de viagem ao vivo grátis com Adriana Lage para tirar todas as suas dúvidas de viagem.

Booking.com

Viaje aqui também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *