O hábito de tirar selfies. Selfies Perigosas e selfies mortais Foto: shutterstock

Selfies perigosas e mortais, histórias com final infeliz

No mundo maravilhoso das redes sociais, é comum deparar-nos com fotos de selfies perigosas em lugares estonteantes e as notícias veiculadas na imprensa de selfies mortais. Lugares que muitas vezes nos tiram o fôlego só de olhar ou causam. A linha entre a aventura, o desafio e a fatalidade é muito tênue. Um ditado de viagem já diz: Aventura é aquela quando voltamos para casa inteiros e com saúde.

Selfies perigosas, até onde você se arrisca?

Jovens e adultos extrapolam os limites em busca da foto perfeita. São selfies mortais na beirada de arranha-céus, escaladas ilegais em pontes altas e ao topo de cartões-postais; poses audaciosas em precipícios, pedras salientes e a coragem… ou estupidez… não para por aí.

Selfies perigosas
Selfies perigosas: Escalada em lugares proibidos é hobby inconsequente. Foto Instagram
Selfies perigosas
Selfies mais perigosas: O risco vale a pena? Foto Instagram

Fotos absurdas tiradas em trilhos com o trem se aproximando, vídeos feitos por motoristas enquanto estão dirigindo seus automóveis ou motos, sem falar nas inconsequentes selfies com armas apontando para a própria cabeça.

Planeje sua viagem pegando no Pinterest todas as minhas dicas divididas por país ou temas. Acesse este link e me siga para não perder as novidades.
Selfies Perigosas e selfies mortais
Da série como fazer uma selfie absurda
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfie com adrenalina em bungee jump
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfies mortais: Fotos absurdas em situações de risco. Foto: Facebook
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfie com adrenalina em bungee jump
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfies perigosas: Esta repórter nem imaginava o perigo. Foto: Internet

Um homem pagou para tirar foto com uma cobra venenosa, foi picado e passou semanas no hospital tomando soro antiofídico. Resultado, uma conta de mais de cem mil dólares.

Selfies mortais, a inconsequência pela busca da foto mais ousada

Esta semana mais uma vítima soma-se à lista de acidentes fatais em decorrência dessas tais selfies perigosas. O artista plástico Pierre de Freitas morreu após escorregar e cair de um penhasco quando tentava tirar uma selfie na beira do precipício, mesmo sendo veterano conhecedor do lugar.

Em julho de 2016, a americana Colleen Burns tropeçou e caiu do penhasco no Grand Canyon após posar para uma selfie mortal de grupo durante o pôr-do-sol. Ela percorria uma trilha famosa com os amigos, a South Kaibab Trail, conhecida pelos perigos de inundação rápida, calor extremo, desidratação e terreno pedregoso na beira do precipício.

Inscreva-se em nosso canal no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.
Selfies mortais: Últimas fotos de Colleen. Foto: instagram
Selfies mortais: Últimas fotos de Colleen. Foto: instagram

Um mês depois, na Índia, uma menina de 11 anos morreu afogada no rio Kunhar quando tentava tirar uma selfie às margens do rio. Ela escorregou, caiu e seus pais também morreram ao entrarem na água e tentarem salvá-la. Aliás, a Índia é campeã em mortes por selfies.

Xenia Ignatyeva, uma adolescente russa foi ao extremo ao posar para a selfie perigosa abaixo sem qualquer segurança e depois despencar para a morte.

Selfies antes de morrer: Última foto da menina russa. Foto: instagram
Selfies antes de morrer: Última foto da menina russa. Foto: Instagram

Um jovem de 34 anos encontrou um tubarão no último dia de sua lua de mel. Parou para tirar uma foto mas o tubarão não esperou. Arrancou sua perna e acabou morrendo a caminho do hospital.

Selfies Perigosas e selfies mortais
A selfie fatal: ataque de tubarão durante a lua de mel. Foto: Facebook.

Jadiel, um jovem músico de reggaeton portoriquenho fazia uma selfie enquanto dirigia sua moto e sofreu um acidente fatal.

Jediel instagram selfies perigosas
Selfie fatal do artista portoriquenho. Foto: Instagram

Debates e conscientização sobre segurança para tirar selfies

Faça uma breve busca na internet e você encontrará selfies perigosas absurdas, que à primeira vista podem parecer hilárias, mas revelam a falta de noção das pessoas, quiçá de um cérebro pensante. Até a Wikipedia tem uma lista com os casos de ferimentos graves e mortes por selfies.

Nomes de peso da imprensa americana como CNN, NYT e The Washington Post já debateram o assunto. Segundo o Departamento de Transporte dos Estados Unidos, estima-se que em 2014, o ano da selfie, 33 mil pessoas se feriram por estarem dirigindo e usando o celular.

Algumas atrações turísticas e órgãos de governo já começam a criar panfletos e placas alertando turistas sobre os perigos de selfies e orientando sobre práticas seguras.

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real sua viagem de volta ao mundo.
Selfies perigosas e selfies fatais. Placa no Japão
Alerta sobre lugares perigosos que levam à morte por selfies. Placa em estação ferroviária no Japão. Foto: Reprodução.

Em 2015 a Disneyworld proibiu o uso dos paus-de-selfie em seus parques alegando motivos de segurança. Uma semana antes do anúncio, um visitante tentou usar o brinquedo em uma montanha-russa que acabou interditada por mais de uma hora.

Disney proíbe pau-de-selfie, selfies preigosas, selfies mortais
Disney proíbe pau-de-selfie: Foto Getty Images

Segundo o The Mirror, Wimbledon e National Gallery em Londres também já proibiram o uso do acessório, assim como outros lugares de eventos.

Parques Nacionais, as ações de segurança para proteger os visitantes

O Serviço Florestal dos Estados Unidos soltou um alerta público contra as selfies com ursos quando turistas encontram os animais em trilhas na selva. As pessoas não se lembram que o abraço do urso marrom (grizzly bear) não é como o do de pelúcia que fica sobre a cama no quarto.

Selfies Perigosas e selfies mortais
As selfies mais perigosas: Parques Nacionais dos EUA. Foto: Instagram

Na mesma linha, cinco turistas já sofreram ferimentos graves ao serem lançadas pelo ar por bisões no Yellowstone National Park “só” porque eles tentaram tirar uma selfie com o bichão atrás. O parque recomenda a distância mínima de 25 metros dos animais, o que infelizmente não permite uma “selfie legal”.

Bisões no Yellowstone National Park
Bisões no Yellowstone National Park. Foto: Getty Images

Penso que o perigo atingiu outro nível com o advento da selfie e a busca pela foto ou vídeo viral. Digite a tag #dangerousselfie (selfies perigosas) no Instagram e seu feed lotará de fotos perigosas, pra não dizer inconsequentes.

Selfies Perigosas e selfies mortais
Fazer uma selfie com animais é arriscado. Foto: Internet
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfies absurdas com animais. Foto: Internet
Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfies perigosas com animais. Verdade ou mentira? Foto: Internet

Selfies famosas: o vídeo que viralizou

A fama aconteceu para outro jovem. Jared Michael gravou um vídeo enquanto um trem passava rente ao seu corpo. Levou um peteleco do maquinista mas saiu ileso da brincadeira de mau-gosto. Seu vídeo acabou viralizando, mas a que preço?

Selfies Perigosas e selfies mortais
Jared Michael teve sorte, muita sorte.. Fonte: youtube

Vejo pessoas que perderam a noção do perigo e vão muito além do limite de segurança em busca de uma foto diferente, ousada, e com isso acabam virando estatística de um grupo nada agradável. Buscam o brilho e encontram a escuridão, ou então muita dor e dinheiro gasto com cirurgias.

E, mesmo que eles tenham a sorte de escapar ilesos uma vez, ninguém é gato pra esbanjar sete vidas. Fico pensando qual é o valor da vida para essas pessoas.

Segundo a psicóloga Andrea Brum Cunha, o perigo é algo que fascina o ser humano desde sempre. As situações perigosas nos apresentam um determinado prazer que, para algumas pessoas, entrar em contato com o desafio desperta o desejo de ir sempre além, podendo se perder na linha tênue entre o risco real de morrer e a possibilidade da superação.

Selfies profissionais

Nesta toada, existem profissionais que lidam com o perigo diariamente e, assim como os filmes de super-heróis, não devem ser imitados. São caçadores de tornados e furacões, apresentadores de programas de aventura e muitos outros que geralmente possuem o suporte de uma equipe técnica e de segurança que não aparecem na frente das câmeras.

Selfies Perigosas e selfies mortais
Selfie de profissional, não tente copiar!

Mas confesso uma coisa para vocês… fiquei com invejinha dessa selfie aqui:

Selfie de astronauta
Selfie de astronauta

E você, até onde vai seu limite de segurança para tirar a foto perfeita?

Pesquisa realizada nos sites Business Insider, The Telegraph, Wikipedia e CBS.

Viaje aqui também:

2 comentários sobre “Selfies perigosas e mortais, histórias com final infeliz

    1. Exato, Gideão. Mas como alguns ficam apenas atrás das lentes, muitos nem avaliam o perigo.
      É uma tristeza ver tantos jovens perdendo a vida de graça.

Deixe uma resposta