A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap

19 melhores restaurantes em Siem Reap, lista completa!

Novos restaurantes em Siem Reap começam a mudar o cenário gastronômico na cidade de quatro anos para cá.

Proporcionam experiências especiais, uma alternativa aos tradicionais e baratos – nem sempre de boa qualidade – estabelecimentos que disputam os clientes na agitada Pub Street.

Mais importante, chefs nativos e expatriados estão retomando a cultura da culinária cambojana, devastada e praticamente desaparecida durante o governo do Khmer Vermelho no final dos anos 1970.

São receitas tradicionais, passadas de mães para filhos que se perderam quando um quarto da população pereceu sob o comando sangrento.

Planeje sua viagem pegando no Pinterest todas as minhas dicas divididas por país ou temas. Acesse este link e me siga para não perder as novidades.
A Camminare blog, melhores restaurantes em Siem Reap
Fish Amok em cumbuca feita de casca do coco. Foto:: Angela Manta

Sem esquecer o passado, mas cheios de paixão e desejo de reavivar a gastronomia típica, esses chefs estão chamando atenção pelo resgate e releitura de tais receitas.

Vários desses restaurantes se situam ao longo do rio que corta a cidade, no bairro colonial (French quarter). Eles se instalaram em residências tradicionais e capricharam na decoração e na modernização das receitas típicas.

A Camminare blog, melhores restaurantes em Siem Reap
Muitos dos restaurantes em Siem Reap têm espaços com sofás como o Sokkah River. Foto: Angela Manta

Hábitos locais no Camboja

Observe algumas características típicas como a presença constante do manjericão cambojano de sabor forte e da erva cidreira em muitos pratos. Como o nosso coentro fresco, que aparece em pratos à base de peixe no nordeste e no centro-oeste.

Assim como nos países vizinhos, o arroz é ingrediente mais importante da culinária local e geralmente acompanha todos os pratos. Muitos dos restaurantes usam uma panela comunal e servem porções diretamente no prato do cliente em diversas mesas.

Nos restaurantes em Siem Reap, é comum o cardápio incluir fotos dos pratos, que podem ajudar na hora da escolha.

Inscreva-se em nosso canal no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.

Outro hábito que me chamou a atenção: em lugares mais simples, a mesa é posta com garfo e colher mas nem sempre faca.

Muitas vezes você vai se deparar com a situação em que não tem certeza dos ingredientes nos pratos e não conseguirá entender a explicação do garçom, por mais que se esforcem.

O sotaque deles tende a ser bem carregado e costumam “comer” metade das sílabas. Por exemplo, “steamed rice” (arroz branco normal), eles falam “steam rái”, a consoante da sílaba final “-ce” não sai de jeito nenhum. Mas admiro o esforço deles aprenderem um novo idioma até no alfabeto!

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real sua viagem de volta ao mundo.
A Camminare blog, melhores restaurantes em Siem Reap
Flores de lótus na entrada trazem bons fluidos, pureza e sorte, presentes nos restaurantes em Siem Reap. Foto: Angela Manta

Então relaxe, mergulhe nessa aventura, prove assim mesmo e realce o seu paladar descobrindo os sabores por conta própria.

Agora o que mais encanta é o sorriso sincero e sereno no rostinho dos rapazes e moças que nos atendem. Cativante demais!

Horário dos restaurantes em Siem Reap

No geral os restaurantes em Siem Reap estão abertos de 11h às 14h30 para almoço e de 18h às 22h para o jantar. A cozinha costuma aceitar pedidos até meia hora antes do horário de encerramento.

Quanto custa uma refeição?

Aproveite os bons preços para comer bem nos restaurantes em Siem Reap. Apesar da economia dolarizada – todos os serviços são cobrados em dólar – a média que se paga por uma boa refeição é bem inferior a de estabelecimentos em outros países, como Tailândia e Singapura. Uma conta em um dos restaurantes abaixo incluindo entrada, prato principal, bebida e sobremesa varia de 15 a 25 dólares por pessoa.

Pratos ocidentais tendem a ser mais caros que os cambojanos, especialmente os de carne, geralmente importada da Austrália.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Ambiente refrescante para o calor da cidade no Ember, restaurante do Belmond La Residence. Foto: Angela Manta

Viaje mais: Veja outros artigos sobre destinos e gastronomia na Ásia

Índice dos Restaurantes em Siem Reap

Visitados

1. Cuisine Wat Damnak, entre os melhores restaurantes da Ásia

2. Restaurante Malis, o melhor da culinária Khmer

3. Restaurante Ember, almoço leve em Siem Reap

4. Restaurante Spice Circle, o melhor buffet de pratos Khmer

5. Palate Angkor Restaurant & Bar, onde provar o melhor Amok Fish

6. Marum, restaurante de pratos exóticos

7. Chanrey Tree Restaurant, restaurante típico Khmer

8. Sokkah River, restaurante de menu internacional

9. Restaurante Il Forno, onde comer pizza em Siem Reap

10. Mamma Shop, restaurante italiano

11. The Little Red Fox Espresso, para tomar café

12. King’s Road, restaurantes do mundo inteiro num só lugar

13. Terrazza, restaurante italiano

14. Hard Rock Café Angkor

Outros excelentes restaurantes em Siem Reap

1. Embassy, restaurante Khmer

2. The Sugar Palm Restaurant & Bar, um dos melhores restaurantes locais

3. Restaurante Kroya, cozinha Khmer

4. Restaurante Viroth, o melhor Amok Fish

5. Le Grand, restaurante do Raffles Hotel

6. Café Indochine, restaurante favorito de Angelina Jolie

Restaurantes em Siem Reap visitados

Cuisine Wat Damnak, entre os melhores restaurantes da Ásia

Grande estrela dentre os restaurantes em Siem Reap, Cuisine Wat Damnak foi eleito o melhor restaurante do Camboja em 2016 e o 43º melhor restaurante da Ásia em 2017 pela renomada lista Asia’s 50 Best Restaurants patrocinada pela S.Pelelgrino & Acqua Panna.

Instalado em uma residência tradicional, as mesas se dividem em três ambientes, dois fechados com ar condicionado e um no jardim sob as árvores e luminárias.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Cuisine Wat Damnak, entre os 50 melhores restaurantes da Ásia. Foto: Angela Manta

Nascido na França, o chef Joannès Rivière  prepara pratos tradicionais Khmer de maneira criativa para transformá-los em uma culinária contemporânea.

São duas opções de menu renovados semanalmente, cada uma com seis pratos: amuse bouche, uma entrada, três pratos principais e uma sobremesa. Se você achar muito, pode escolher cinco pratos, excluindo um dos principais.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Um dos pratos do menu fixo do Cuisine Wat Damnak. Foto: Angela Manta

No dia em que estivemos lá, provamos a língua de boi com molho de tomate fermentado e redução de carne e ostras, o prato destaque eleito no Asia’s 50 Best Restaurants. A combinação parece estranha, mas estava deliciosa.

Para nós, destaque também para a sobremesa, o chocolate com crocante de caramelo, banana e amendoim.

A Camminare blog, melhores restaurantes em Siem Reap
Sobremesa de comer rezando no Cuisine Wat Damnak, o top dos restaurantes em Siem Reap. Foto: Angela Manta

Faça reserva com antecedência de três a quatro semanas pelo site ou peça para o concierge do hotel fazer isso para você. Consulte no site se o restaurante estará aberto pois é comum eles fecharem por quinze dias ao longo do ano.

Dica: se você não conseguir confirmar uma reserva, ligue para o restaurante e deixe seu nome na lista. Outra opção é tentar uma reserva logo no primeiro horário, às 18h30, ou ir direto ao restaurante após às 20h30. Há chances de conseguir uma mesa para dois, como sugeriu Carole Salmon, esposa do chef.

Jantar: 18h30 – 21h30

Fechado aos domingos e segundas

Site: cuisinewatdamnak.com

Restaurante Malis, o melhor da culinária Khmer

Um dos endereços mais elegantes de Siem Reap, instalado em um casarão branco moderno, o Malis chama atenção pela imponência de sua fachada.

Essa impressão permanece ao entrar no hall com pé-direito alto, decorado pelos artesãos especialistas da Artisans d’Angkor, a empresa social que produz o melhor artesanato da cidade. Parece que o Camboja nos abraça.

Escolha entre uma mesa no salão refinado com ar condicionado ou no jardim de inverno a céu aberto.

Parafraseando o masterchef Luu Meng, “paixão, história e criatividade se combinam na cozinha do Malis para trazer a gastronomia cambojana autêntica”. Um dos grandes chefs locais que batalha para colocar o Camboja de volta no mapa como um destino gastronômico.

A Camminare, aonde comer Fish Amok em Siem Reap
Fish Amok, em barcos que homenageiam os pescadores. Foto: Angela Manta

Começaram escolhendo cuidadosamente o nome para o restaurante. Malis significa “jasmim” no idioma Khmer, uma flor que está intrinsicamente ligada ao cotidiano cambojano, do chá de jasmim à decoração de casas, de bordados tecidos no tear ao desejo de boa sorte e prosperidade a todos.

Venha para experimentar o café da manhã tradicional, um almoço mais tranquilo ou um jantar mais romântico.

Me encantei com a apresentação do cardápio, com fotos belíssimas e pequenos parágrafos contextualizando pratos e ingredientes servidos. Um cuidado extra para divulgar e informar os visitantes.

Não tivemos dúvida, preferimos o Fish Amok (foto acima e da capa), delicioso.

Saboreie mais: Receita do Fish Amok para você fazer em casa.

A Camminare blog, Melhores restaurantes em SIem Reap
Crème Brulée com pimenta Kampot no Malis Restaurante. Foto: Angela Manta

A casa também tem endereço na capital em Phnom Penh.

Café da manhã: 06h30 – 10h

Almoço: 11h – 14h

Jantar: 18h – 22h

Site: malis-restaurant.com

Restaurante Ember, almoço leve em Siem Reap

Mesmo que você não esteja hospedado no Belmond La Résidence d’Angkor, vale muito a pena conhecer o Ember, para um almoço leve ou um lanche rápido após visitar as ruínas de Angkor Wat.

As mesas estão dispostas num deque próximo à piscina tranquila do hotel onde a vegetação luxuriante se destaca. Em um dos lados, a cozinha aberta mostra a movimentação do chef e seus assistentes e um novo forno de pizza.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Vista da piscina do Belmond La Residence para quem almoça no Ember. Foto: Angela Manta

Um refúgio de paz no coração de Siem Reap. Caso você prefira fugir do calor, o salão fechado tem ar condicionado.

O menu enxuto tem sopas, saladas, sanduíches, pizzas e pratos asiáticos com toque mexicano, destacando a origem do chef Saúl García Ramos Cristiani. Num quadro apoiado na parede, estão escritas algumas sugestões diárias do chefe.

Ainda me lembro da salada de camarão com molho Khmer especial e nozes… simplesmente divino. Os pães quentes servidos no couvert também são de dar água na boca.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Salada de camarão do Ember. Foto: Adriana Lage

Horário: 11h30 às 23h30

Site: belmond.com

Restaurante Spice Circle, o melhor buffet de pratos Khmer

Sofisticado, o Spice Circle é o restaurante principal do Belmond La Residence d’Angkor, no centro de Siem Reap. Assim que entramos, nos deparamos com um tuc-tuc bem no meio do salão apresentando variadas saladas preparadas com ingredientes locais, como manga verde e erva cidreira.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Bancada original enfeitando o centro do salão no café da manhã. Foto: Angela Manta

No jantar, oferece m amplo buffet da culinária Khmer em aperitivos, saladas, pratos quentes típicos, grelhados e sobremesas. Excelente oportunidade para degustar as iguarias típicas que não ousamos provar na rua.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Circle, um dos melhores restaurantes em Siem Reap. Foto: Angela Manta

Aqui me encorajei pela primeira vez a comer carne de rã grelhada na hora, na minha frente. Três coxinhas miudinhas bem temperadas e bem assadas.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Minhas rãs sendo grelhadas ao lado de costelinhas de porco no Circle Restaurant. Foto: Angela Manta

O Fish Amok é bem saboroso e adorei os canudinhos de biju, feitos com farinha, leite de coco e açúcar como aperitivo.

Café da manhã: 06h00 às 10h30

Jantar: 18h30 às 22h30

Site: belmond.com

Palate Angkor Restaurant & Bar, onde provar o melhor Amok Fish em Siem Reap

Palate é o restaurante do elegante Lynnaya Boutique Hotel. O salão aconchegante compete na escolha do freguês com o ambiente descolado do bar a céu aberto no andar de cima, com sofás confortáveis de onde podemos assistir ao movimento na rua abaixo.

O menu oferece cozinha pan-asiática criativa, combinando o melhor da culinária da realeza Khmer com técnicas ocidentais em interpretações feitas pelo master chef local Dararith.

Aqui provamos o melhor Fish Amok da cidade, sem mencionar a bonita apresentação do prato com o peixe envolvido em folhas de palmeira formando trouxinhas bem amarradas com delicados palitinhos.

A Camminare blog, restaurantes em Siem Reap
Fish Amok, o prato nacional do Camboja. Foto: Angela Manta

O petit gateau de chocolate com sorvete de café é boa pedida para encerrar a refeição.

No happy hour de 17h às 19h, a cada drink pedido, o segundo é grátis acompanhado de amendoim para beliscar.

Horário: diariamente até 23h

Site: palateangkor.com

Marum, restaurante de pratos exóticos

Um lindo projeto social do grupo Tree Alliance, o Marum é um restaurante escola que ajuda jovens dos vilarejos próximos a aprender um ofício e conseguir um emprego digno. Os alunos fazem estágio na cozinha, atendendo ao público e depois no bar e por fim escolhem qual carreira desejam seguir para se especializarem.

Além das aulas técnicas, recebem orientações sobre postura e etiqueta, aprendem inglês e até mesmo a escrever em Khmei, o idioma oficial, já que muitos saem da escola semi-analfabetos.

Sempre observados e auxiliados pelos professores experientes enquanto nos atendem.

Não pense que por isso o serviço e as refeições não merecem atenção. Chitra, o garçom-professor que nos serviu, trabalhou anos no restaurante do Belmond La Residence d’Angkor, o hotel mais luxuoso de Siem Reap.

A Camminare blog, restaurantes em Siem Reap, Marum
Ombrelones protegem do sol forte no Marum, um dos melhores restaurantes em Siem Reap. Foto: Angela Manta

O ambiente é delicioso. Os sofá sob os ombrelones e mesas tradicionais no jardim são convidativos e na falta de ar condicionado, há grandes ventiladores para afastar o calor.

O cardápio se destaca pelo mix de cozinha local bem criativa e às vezes um tanto exótica, como mini hambúrguer de crocodilo ou formigas vermelhas com molho prahok (uma pasta de peixe de sabor bem forte).

Se você é menos aventureiro como eu, fique no croquete de abóbora com pato ou ainda no filé com molho de pimenta Kampot, uma especiaria local bastante apreciada por chefs renomados.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
Originais croquetes de abóbora com pato no Marum, um dos restaurantes em Siem Reap imperdíveis. Foto: Angela Manta

Faça como o restaurante sugere, que elabora os pratos como tapas. Peça várias porções para dividir entre as pessoas da mesa. Assim, além de compartilhar a refeição, como os cambojanos fazem, todos têm a oportunidade de mergulhar nessa aventura.

A lojinha ao lado tem souvenires produzidos pelos familiares dos alunos e a renda volta para eles ajudarem no sustento da casa.

Almoço: 11h – 14h

Jantar: 17h – 21h30

Fechado aos domingos

Site: tree-alliance.org

Chanrey Tree Restaurant, restaurante típico Khmer

Também na avenida do rio, oferece cozinha cambojana em um ambiente rústico descolado cercado de itens decorativos da cultura Khmer. Na entrada, vasos de pedra cobertos com flores de lótus cor-de-rosa boiam na água e dão boas-vindas aos clientes. No andar térreo as mesas estão próximas a jardins bem arrumados.

A Camminare, melhores restaurantes em Siem Reap
Entrada charmosa do Chanrey Tree. Foto: Angela Manta

No salão superior, panos alaranjados entre as mesas alegram o ambiente ao mesmo tempo em que oferecem mais privacidade às pessoas. Adorei os enormes quadros retratando crianças e adultos locais e esteiras feitas à mão cobrindo as mesas. Bem original.

A Camminare, Melhores restaurantes em Siem Reap Chanrey Tree
Moderno, o salão do Chanrey Tree se inspira em suas raízes. Foto: Angela Manta

O cardápio apresenta pratos tradicionais cambojanos numa releitura e apresentação modernas. Provamos a salada de frango Bok Svay, feita com frango caipira marinado em mel, licor de arroz e jaca misturados com manga verde. Acompanha coração de banana, manjericão cambojano e ervas. Bem diferente e saborosa.

A Camminare, Melhores restaurantes em Siem Reap
Bok Svay, salada típica da cozinha cambojana. Foto: Angela Manta

Optei pelo peixe do rio Tonlé Sap cozido no vapor, um pescado de carne branca temperado com alho, cebola, manjericão cambojano, castanha de caju e limão. Valeu a pena. Minha mãe pediu bife no espeto (beef skewers) e não gostou muito, a carne estava bem dura. Aliás, evite pedir pratos com carne, pois não é especialidade local.

Para quem deseja se aventurar mais a fundo na gastronomia local, pode pedir a rã recheada com carne de porco moída, condimentos Khmer e noodles vermicelli servidos com molho de tomate e amendoim.

A Camminare Blog, Aonde comer em SIem Reap
Espetinhos de carne com molho agridoce. Foto: Angela Manta

Como sobremesa, Khmer Delicacy tem sticky rice, fatias de coco, geleia de abacaxi e castanha de caju servida com sorbet de coco. Não cheguei a pedir porque não havia espaço na barriga rs.

Ah, já ia me esquecendo. Chanrey ganhou destaque quando a celebridade David Beckham jantou aqui em sua passagem por Siem Reap em 2015. O restaurante ostenta orgulhoso uma foto do jogador no local.

Almoço: 11h30 – 14h30

Jantar: 18h – 22h

Site: chanreytree.com

Sokkah River, restaurante de menu internacional

Sokkah River se diferencia pelo cardápio francês, apesar de também servir o menu Khmer do restaurante irmão Chanrey Tree vizinho de parede. A decoração estilosa é aconchegante por apresentar muitos elementos em madeira, pedras e palha em meio a plantas e jardins exuberantes. Sokkah significa “tranquilidade” em sânscrito e é essa atmosfera zen que sentimos ao chegar.

A Camminare Blog, Aonde comer em SIem Reap
Menus com apresentação impecável e fotos dos pratos. Foto: Angela Manta

Os sempre atenciosos garçons trazem uma mini bruschetta de tomate com manjericão, um amuse bouche saboroso para abrir o apetite.

Entre o carpaccio de carne e a salada de queijo de cabra, ficamos com a segunda. Alface e agrião picados acrescidos de queijo de cabra crostini com um vinagrete francês delicioso e salpicado com amêndoas lascadas. Raspamos o prato até onde pudemos. Excelente pedida.

A Camminare blog, aonde comer em Siem Reap
Salada de queijo de cabra com lascas de amêndoas do Sokkah River. Foto: Angela Manta

Olhamos as opções de grelhados australianos, pastas italianas e salmão grelhado mas acabamos decidindo pelos pratos locais. O Amok Fish não foi dos melhores, porque o filé veio com toda a pele do peixe. Eu pedi Roasted Khmer Chicken, frango caipira assado com mel, licor de arroz, jaca e erva cidreira que estava bom, mas nada de especial.

Para compensar, o sorvete de chocolate é o melhor que provamos na cidade. Da próxima vez, ficarei no cardápio ocidental. (sokkahriver.com)

Almoço: 11h30 – 14h30

Jantar: 18h – 22h

Restaurante Il Forno, onde comer pizza em Siem Reap

Numa ruela perpendicular à agitada Pub Street, o Il Forno traz a Itália para o centro de Siem Reap. Toda a semana sugerem pratos originais que não estão no cardápio como a burrata com tomate e manjericão e drinks especiais.

Massas e pizzas de fabricação caseira exalam aquele aroma delicioso, abrindo o apetite. As pizza quase ocupa todo o espaço das mesinhas brancas, sem dúvida a melhor que comi em Siem Reap. Melhor ainda, esqueça os talheres e use as mãos. Tem melhor jeito de comer pizza?

Horário: 12h – 22h

Mamma Shop, restaurante italiano

Fui ao Mamma Shop por indicação do guia do New York Times. O salão é bem pequeno com no máximo dez mesas, então chegue cedo ou faça reserva.

O italiano Simone veio ao Camboja para trabalho voluntário temporário, se apaixonou pelo país e ficou. Há quatro anos cuida do Mamma Shop, servindo pizzas e massas caseiras. Devorei a Salada Caprese com manjericão italiano.

A Camminare Blog, Aonde comer em SIem Reap
Verdadeira Salada Caprese no Mamma Shop. Foto: Angela Manta

Pedi um Caramelle All’amatriciana, massa em formato de bala recheada com queijo parmesão e cream cheese com manjericão, molho de tomate e bacon. Um tanto estranho pelo recheio de cream cheese. Talvez tivesse mais sorte em outro prato.

A lasanha à bolonhesa estava saborosa e parece que as pizzas fazem bastante sucesso. Vou tentar qualquer hora.

Horário: 11h – 22h

Fechado aos domingos

Facebook: Mamma Shop Italian Restaurant

The Little Red Fox Espresso, para tomar café

Quase em frente ao Mamma Shop, é uma boa opção para comer algo fora do horário de almoço ou para tomar um excelente expresso. Tem lanches rápidos, omeletes e saladas orgânicas com combinações bem originais e interessantes.

Aos domingos, sempre há um artista local tocando rock da era dourada cambojana ao vivo a partir das 15h.

O café fica bem no meio da Kandal Village, uma rua cheia de lojinhas descoladas repletas de artigos de decoração e artesanato originais.

Aberto de 7h às 17h

Fechado às quartas-feiras

Site: thelittleredfoxespresso.com

King’s Road, restaurantes do mundo inteiro num só lugar

A Camminare blog, onde comer em Siem Reap, King´s Road
Vista da King’s Road enquanto saboreávamos a pizza do Terrazza. Foto: Adriana Lage

Um mini mall aberto bem legal de visitar. Tem restaurantes de vários países, lojinhas e uma feirinha de artesanato local chamada Made in Cambodia.

O restaurante japonês Hashi é bastante recomendado, assim como o bistrô francês Chez M. Paul, mas optamos pelo italiano Terrazza e o tradicional Hard Rock Café.

Terrazza, restaurante italiano

A Camminare blog, onde comer em Siem Reap
Amouse bouche e pizza margueritta no Terrazza. Foto: Angela Manta

Adorei o terraço externo do restaurante para acompanhar o movimento das passarelas da King’s Road. As duas vezes em que estive aqui, fui de pizza margheritta e quatro queijos, bem básicas e tradicionais.

O amuse bouche é uma surpresinha gostosa, mini bruschettas de tomate temperado com o verdadeiro manjericão italiano.

Almoço: 10h30 – 14h

Jantar: 18h – 22h

Hard Rock Café Angkor, tradição para os fãs da marca

Para aquele momento em que você busca o conforto de uma comida conhecida, considero o Hard Rock Café a melhor pedida. Massas, sanduíches, saladas e as famosas costelinhas de porco sempre bem servidas não têm erro.

A Camminare Blog, Melhores Restaurantes em Siem Reap
As conhecidas costelinhas de porco do Hard Rock Café. Foto: Adriana Lage

Todas as noites a partir das 18h, a música ao vivo toma conta do local com direito a happy hour e desconto especial para mulheres nos drinks da casa. É comum encontrar turistas parados na calçada tirando fotos e apreciando a música.

Aberto de 11h am à meia-noite, mas a cozinha fecha às 23h.

Ofertas especiais de hotéis em Siem Reap

Aproveite estas ofertas em Siem Reap. Reserve acima de R$ 1.000,00 através do link abaixo e ganhe 1h de consultoria de viagem ao vivo grátis com Adriana Lage para tirar todas as suas dúvidas de viagem.

Booking.com

Outros restaurantes em Siem Reap

A infinidade de novos restaurantes em Siem Reap me demandaria uma estada mais prolongada na cidade, o que não seria má ideia. De qualquer maneira, deixei para uma próxima visita os restaurantes da lista abaixo:

Embassy, restaurante Khmer de cozinha contemporânea

Aqui o cardápio muda todo mês com opções que celebram a cozinha Khmer contemporânea. São usados apenas ingredientes locais e sazonais, motivo que levou os irmãos gêmeos Kimsan a trazerem novidades sempre.

Um menu degustação com quatro pratos no almoço e cinco no jantar. Todos eles acompanham vinhos para complementar a experiência. E a apresentação? Digna de estrela Michelin.

Almoço: 10h – 17h

Jantar: 18h – 23h

Site: restaurant-siemreap.com/html/embassy

The Sugar Palm Restaurant & Bar, um dos melhores restaurantes locais

Instalado numa residência Khmer moderna oferece cozinha cambojana autêntica elaborada pela chef Kethana. Usa receitas ensinadas pela mãe e avó num resgate da cultura local perdida durante os anos negros do regime Khmer Vermelho.

O restaurante faz bastante sucesso e tem endereços em Siem Reap e na capital Phnom Penh.

Almoço: 11h30 – 15h

Jantar: 17h30 – 22h

Fechado aos domingos

Site: thesugarpalm.com

Restaurante Kroya, cozinha Khmer

O nome do restaurante busca referências no idioma da realeza Khmer: Kroya significa “comida”. Dentro do Shinta Mani Boutique Hotel, serve gastronomia Khmer clássica em interpretação moderna mas inclui pratos internacionais.

Café da manhã: 6h às 10h.

Almoço: 12h- 14h30

Jantar: 18h – 22h30

Site: shintamani.com

Restaurante Viroth, o melhor Amok Fish

Passei em frente várias vezes, na rua de trás do rio. Também oferece menu típico local em ambiente chique e contemporâneo, à meia-luz repleto de vegetação exuberante e espelhos d’água.

Nome tradicional na cidade, há dez anos o restaurante está na lista entre os melhores de Siem Reap.

Almoço: 10h30 – 14h00

Jantar: 17h – 21h30

Site: viroth-restaurant.com

Le Grand, restaurante do Raffles Hotel

Em ambiente mais elegante, o restaurante do renomado Raffles Hotel no lado oposto à Residência Real abre apenas para o jantar. Traz menu cambojano e ocidental para agradar a todos os paladares. Um dos mais chiques restaurantes em Siem Reap

O hotel ostenta uma impressionante adega com mais de 400 vinhos provenientes de todo o mundo, uma das melhores da Ásia.

Jantar: 18h30 – 22h

Site: raffles.com/siem-reap/

Café Indochine, restaurante favorito de Angelina Jolie

Um dos restaurantes mais antigos de Siem Reap, o Café Indochine é o favorito da atriz Angelina Jolie quando está na cidade. Serve culinária típica cambojana como o Amok Fish e o Lok Lak, mas também inclui saladas e baguetes francesas e massas italianas.

Instalado em uma antiga villa Khmer construída em madeira, traz o clima nostálgico e ao mesmo tempo romântico, ideal para um jantar a dois.

Horário: 10h30 – 22h30

Site: cafe-indochine.com

E os restaurantes na Pub Street?

Repleta de bares, restaurantes e danceterias, a Pub Street ferve à noite quando os estabelecimentos parecem concorrer ao prêmio de quem toca a música mais alta.

O agito da Pub Street à noite. Foto: Adriana Lage

Durante o almoço pode ser uma boa opção se você estiver na cidade, enquanto as hordas de turistas visitam os templos.

Espere encontrar culinária do mundo inteiro: vietnamita, mexicana, chinesa, italiana e até do Sri Lanka.

Se quiser sair do buchicho, entre nas ruelas estreitas perpendiculares à Pub Street. Há chances de encontrar lugares mais tranquilos e com comida diferenciada.

Exemplos são o Restaurante Il Forno listado acima ou o The Steakhouse, novo empreendimento do grupo Shinta Mani que promete servir os melhores cortes de carne da cidade.

Dicas

Para encontrar o endereço dos restaurantes em Siem Reap, digite o nome no Google Maps. Todos eles estão marcados lá.

Os tuc tucs conhecem os principais nomes e podem combinar com você um valor para levá-lo ao restaurante e trazê-lo de volta. À noite, os valores variam de 4 a 6 dólares ida e volta.

Viaje aqui também:

Na sua opinião, quais os melhores restaurantes em Siem Reap?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *