Bondinho amarelo de Lisboa, Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage

Bondinho amarelo de Lisboa: como ficar à janela sem fila

O bondinho amarelo de Lisboa é um ícone de Portugal, impossível voltar para casa sem uma dezena de fotos dele no cenário da capital portuguesa. A linha 28E do tram amarelo é regular, vai da Praça Martim Moniz ao Campo de Ourique, passando pelos principais pontos turísticos da cidade. Andar a bordo dele é um passeio gostoso de fazer quando estiver aqui, mas é preciso saber como, para não transformar a experiência em uma armadilha pega-turista.

Os primeiros bondes à tração elétrica começaram a rodar em Lisboa em 1901, substituindo os puxados a cavalo. Os que vemos hoje foram construídos nos anos 1930. Feitos em madeira, foram renovados na década de 1990, mas mantiveram sua originalidade. Os novos freios potentes para garantir a parada nos pontos são testados a todo instante pelos condutores que parecem se deliciar em acelerar o bondinho. A sinfonia musical ganha mais sonoridade quando o mesmo condutor dispara a campainha pedindo passagem.

É divertido assistir ao eléctrico, como é conhecido em Lisboa, serpentear pelo labirinto de ladeiras íngremes e curvas sinuosas do centro antigo, onde as versões modernas do bonde emperrariam na primeira curva.

Veja aqui todas as minhas dicas sobre o bondinho amarelo de Lisboa:

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real minhas viagens pelo mundo.

 

Onde compro o bilhete do bondinho amarelo de Lisboa?

Compre o cartão de transporte 24h (EUR 6,15). É o melhor custo-benefício porque te dá acesso ilimitado aos meios de transporte de Lisboa, incluindo o Elevador de Santa Justa e o Elevador da Glória. Pra você ter uma ideia, uma subida de elevador custa EUR 3,60 e um bilhete simples no tram ou metrô custa EUR 2,90. Ele está à venda nas máquinas automáticas dentro dos halls dos metrôs de Lisboa.

 

Como evitar filas e ir sentado no Tram 28, o bondinho amarelo de Lisboa

Se você quiser pegar o Tram na Praça Martim Moniz, vá bem cedo, até as 9h00, porque as filas ficam enormes e você pode esperar mais de uma hora no sol ou no vento até chegar sua vez. Além disso, há muitas chances de você ir de pé junto com outros 1.938.042.097 passageiros turistas no diminuto corredor.

Sugiro programar-se para conhecer o Mercado de Campo de Ourique, almoçar bem, passear pelos arredores e pegar o Eléctrico 28E no ponto final, quase na entrada no Cemitério dos Prazeres. Fica em frente à rotatória, não tem como errar.

Nas áreas movimentadas e nos trams cheios, cuidado com carteira, bolsa, celular e câmeras dando sopa, mesmo se estiverem penduradas no seu pescoço.

Falar em pescoço, cuidado ao colocar braços e cabeça para fora da janela, porque ônibus, carros, outros bondinhos e muros passam a centímetros de seus olhos. Às vezes você até acredita que vai bater na lateral do seu Tram, mas não bate.

O que pode acontecer é o bonde parar porque algum motorista desavisado estacionou mal o carro, impedindo a passagem do amarelinho. Dá-lhe campainha para tentar chamar o dono.

Na minha vez, um carro estacionado numa curva impedia a passagem do bondinho e não houve buzina suficiente para atrair a atenção do dono. Resultado: homens a bordo desceram e levantaram o carro no muque até a calçada. Foi divertido.

Inscreva-se em nosso canal A Camminare no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.

Bondinho amarelo de Lisboa, Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage

Modelo antigo, todo em madeira do Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage

 

Perguntas frequentes sobre o Tram 28, o bondinho amarelo de Lisboa

É possível comprar o bilhete a bordo?

Sim, é possível. No entanto, você pagará a tarifa mais alta, hoje EUR 2,90.

 

Posso usar o cartão Viva Lisboa para andar no Tram 28?

Sim, pode usar o cartão verde Viva Lisboa que você recarrega nas máquinas automáticas nas estações de metrô.

 

O bondinho amarelo de Lisboa passa no Castelo de São Jorge?

Não. O ponto é mais abaixo e você precisará subir a ladeira íngreme para chegar ao castelo. Sugiro deixar para conhecê-lo em outro horário, combinando a visita com o bairro de Alfama e o Mosteiro de São Vicente de Fora.

 

Qual é o melhor trecho da linha 28E do bondinho amarelo de Lisboa?

O Tram ou Eléctrico 28E passa pelos cartões-postais mais famosos de Lisboa, por isso é tão procurado pelos turistas. Ele percorre os bairros de Graça, Alfama, Baixa, Bairro Alto e Chiado (os mais conhecidos), depois segue para São Bento, Estrela e termina em Campo de Ourique. Estes últimos são menos famosos mas super valem a visita porque têm atrações belíssimas e interessantes, como o Palácio de São Bento, a Basílica da Estrela e o Mercado de Campo de Ourique.

 

De quanto em quanto tempo passam os bondinhos?

Depende do dia da semana e do período. Eles passam pelo menos a cada 10-15 minutos, mas a tabela de horários não é confiável, porque às vezes o eléctrico fica parado em alguma ruela apertada por causa de algum automóvel mal estacionado bloqueando a passagem do Tram.

 

Quanto tempo dura o trajeto completo do Eléctrico 28?

O tempo estimado do trajeto completo do Tram 28 é de uma hora entre o Campo de Ourique e a Praça Martim Moniz.

Uma ótima alternativa para percorrer o mesmo caminho do Eléctrico 28 é contratar um Tuk Tuk elétrico para um tour particular de 2 horas. Veja o tour aqui e reserve online.
Bondinho amarelo de Lisboa, Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage
O bondinho tira finas dos muros dos edifícios em Alfama. Foto: Adriana Lage

 

Planeje sua viagem para Portugal aqui
Passagens aéreas baratas para Lisboa
Encontre seu hotel em Lisboa aqui.
Seguro viagem para Lisboa com desconto. Digite o cupom ACAMMINARE10 para ganhar 10% de desconto.
Chip de internet para Lisboa: EasySim4You e MySimTravel
Ingressos sem fila e tours em Lisboa
Transfer do aeroporto para seu hotel em Lisboa
Alugue um carro em Lisboa
Faça cotação de dólares e euros aqui

Planeje sua viagem acompanhando todas as dicas do A Camminare no Pinterest, divididas por país ou temas, e não perca as novidades!

Clique na foto para não perder o artigo Bondinho Amarelo de Lisboa e salve-o no Pinterest para acessá-lo sempre que quiser.

Bondinho amarelo de Lisboa, Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage
Bondinho amarelo de Lisboa, Eléctrico 28. Foto: Adriana Lage

 

Viaje aqui também:
Pastéis de Belém em Lisboa: onde comer o original
O que é o Tratado de Schengen e a sua viagem à Europa
Perguntas frequentes sobre a Transiberiana
Passeios em Amsterdã: visitar igrejas inusitadas!


Incentive nosso trabalho! É muito importante para nós! Ao contratar os serviços dos nossos parceiros pelos nossos links, você paga o mesmo valor se comprasse diretamente com eles, ganha até descontos exclusivos em alguns momentos e ainda nos ajuda a manter o site funcionando e atualizado, porque ganhamos uma pequena comissão na venda.


Tags

Bondinho amarelo de Lisboa, Tram 28 em Lisboa, Eléctrico 28 de Lisboa, rota do bonde elétrico em Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.