Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França

Pont du Gard, o aqueduto romano para ir no sul da França

Já ouviu falar na Pont Du Gard, ponte e aqueduto romano, um patrimônio Unesco na França? Ela leva o título como ponte-aqueduto mais alta do mundo e considero um cenário belíssmo para conhecer durante sua viagem ao sul da França, quando passar por Avignon, Nîmes ou Arles. Um trabalho de engenharia civil de elegância e excelência cuja combinação a torna uma obra de arte.

Eu adoro visitar lugares fora do eixo turístico brasileiro e não me surpreendi ao encontrar muitos estrangeiros no local, mas nada de multidões. Foi um passeio bastante agradável e eu recomendo. Ótimo passeio com crianças, tem área para piquenique e atividades para os pequenos entenderem a origem da Pont du Gard, a área Ludo, muito enriquecedora.

A Pont du Gard é um dos monumentos mencionados no livro 100 maravilhas do mundo construídas pelo homem que eu adotei como objetivo de vida de viagem.

Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
Primeira visão do aqueduto romano, Patrimônio Unesco da França.

O que é a Pont du Gard?

A Pont du Gard foi construída pelos romanos para uma função utilitária específica: garantir a travessia de água potável sobre o rio Gardon (ou Gard) até a cidade de Nîmes no sudeste da França. Medindo 48m de altura e 274m de comprimento divididos em 3 níveis de arcos, foi parte de um sistema de condutores e pontes que se estenderam por 48km entre Nîmes e a nascente perto de Uzès.

É uma obra-prima funcional da engenharia civil, que trouxe uma solução às necessidades básicas das comunidades locais e de uma maneira extremamente elegante. A primazia técnica e a beleza artística da Pont du Gard a tornaram Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Viaje mais: Catedral de Chartres, França: guia definitivo para um bate e volta de Paris
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
Chegando na Pont du Gard.
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
O rio Gardon ou Gard, sob a ponte aqueduto romano, cercado de verde

Uma inscrição sugere que a Pont Du Gard foi construída pelo general e pró-consul romano Agrippa, amigo e aliado do imperador Augusto, e que data do ano de 19 a.C., mas alguns arqueólogos discordam, alegando que tal competência técnica pertence a um período posterior.

Nîmes cresceu em volta do santuário de um deus nativo da água, a quem eram creditados poderes de cura. Sob os romanos, tornou-se uma cidade com 50 mil habitantes e ganhou seu nome, Nemausus, em homenagem ao referido deus. Cálculos sugerem que os habitantes recebiam suprimento de 409 litros de água por dia.

Inscreva-se em nosso canal A Camminare no Youtube e inspire-se em nossos vídeos de viagem.
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
A imponente Pont du Gard, obra prima da engenharia e patrimônio Unesco da França. Foto: Angela Manta

 

Números da Pont du Gard, o aqueduto romano no sul da França

A Pont du Gard tem três fileiras de arcos, seis na camada inferior, 11 no meio e 35 ao longo da terceira fileira, diretamente abaixo do canal de água. Os blocos de pedra foram colocados sem argamassa e as pontas que se destacam das laterais eram usadas para prender os andaimes de madeira.

Hoje, ao caminhar no topo da Pont Du Gard, você pode ver o canal de água que perdeu algumas das pedras que a cobriam. O aqueduto foi construído com um gradiente de 1/3.000, resultando em uma queda total de 17m entre a nascente e a saída na cidade.

É surpreendente descobrir que apenas um dos seis arcos inferiores atravessa o rio e que os arcos em cada fileira não são idênticos. A Pont Du Gard também não cruza o rio em um ângulo de 90 graus – ele se curva ligeiramente contra o fluxo da água.

Siga @adri.lage no Instagram e acompanhe em tempo real minhas viagens pelo mundo.

View this post on Instagram

Um trabalho de engenharia civil que combina elegância com excelência e, no processo, torna-se uma obra de arte. A Pont du Gard foi construída pelos romanos para uma função utilitária específica: transportar o suprimento de água potável pelo rio Gardon até a cidade de Nîmes no sudeste da França. Mas hoje são os turistas que aproveitam o dia tendo a ponte como cenário de fundo. Todos a cruzam até o outro lado da margem, famílias fazem piquenique ouvindo a água correr rio abaixo, fotógrafos buscam o melhor ângulo para fotos perfeitas e outros só observam mesmerizados com essa maravilha da engenharia romana. O restaurante Les Terrasses não é unanimidade no quesito gastronomia e serviço, mas ninguém contesta a beleza da vista da ponte que se abre a partir de seu terraço. Um belo passeio para quem está próximo a Orange, Avignon, Arles e Nîmes. A civil engineering work that combines elegance with excellence and, in the process, becomes a masterpiece. Pont du Gard was built by the Romans for a specific utility function: to carry the supply of drinking water by the Gardon river to the city of Nimes in southern France. But today tourists enjoy the day with the bridge as a backdrop. Everyone crosses the bridge to the other side of the border, families do picnics listening to the water running downstream, photographers seek the best angle for perfect photos and others only gaze at it, mesmerized with this marvel of Roman engineering. The Les Terrasses restaurant is no unanimity in food and service, but no one questions the beauty of the view from the bridge that opens from its terrace. A superb stop for travelers who are near Orange, Avignon, Arles and Nîmes. Photo @adri.lage

A post shared by Adriana Lage -A Camminare Blog (@adri.lage) on

 

O que há no final do aqueduto romano?

Em Nîmes, ainda é possível ver o castellum divisorium – um tanque circular com 6 metros de diâmetro ainda bem preservado. A água caía no tanque e era canalizada em cinco direções diferentes através de cinco pares de canos. Aparentemente, três aberturas no fundo do tanque coletavam sedimentos, que podiam ser limpos quando necessário.

Viaje mais: O palácio de pedras construído por um carteiro francês

 

Pont du Gard, dicas by Adri Lage

O restaurante Les Terasses fica do outro lado da ponte e serve cozinha local inspirada por sabores mediterrâneos. Aberto o ano todo.

O museu traça a história do aqueduto romano e de uma cidade galo-romana por meio de exibições e telas multimídia que rende uma visita de 1h até meio dia.

Todo início do mês de junho, o local promove o espetáculo noturno “Les Féeries du Pont” com muitas luzes, pirotecnia e som, mas as datas são variáveis por isso é bom consultar o site oficial com antecedência.

 

Tours para a Pont du Gard, planeje e compre seu ingresso com antecedência

Os tours abaixo costumam esgotar rápido e sugiro adquirir os ingressos e garantir o seu lugar com antecedência:

Passeio de canoa à noite na Pont du Gard

Um passeio durante o pôr do sol no rio Gard. Duração de 3 h, a partir de EUR 35. Clique aqui para ver.

Excursão guiada de bicicleta elétrica na Provença

Percorra as áreas agrículas, vilas medievais e o campo. Duração de 3h, a partir de EUR 50.  Clique aqui para ver.

Baux de Provence, Arles, Pont du Gard e Avignon

Um tour pelas principais atrações da Provença e da Unesco em grupo pequeno. Duração de 8h, a partir de EUR 110. Clique aqui para ver.

Viaje mais: Documentos necessários para entrar na Europa
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
Minha parceira de viagem, mamis e eu na Pont du Gard.
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
Piquenoque básico à sombra para apreciar esta maravilha do mundo.

 

Pont Du Gard, o aqueduto romano no sul da França

Considero uma das pontes incríveis, 100 maravilhas do mundoPatrimônio Unesco da França

 

Onde fica a Pont du Gard?

Ao nordeste de Nîmes, Arles e Avignon, no sul da França

 

Como chegar à Pont du Gard?

A melhor maneira de chegar a Pont du Gard é de carro, pela Autoroute A9, saída 23 para Remoulins. Paga-se uma tarifa por automóvel. Ela fica a 30 min de carro de Avignon.

 

Ingressos e Horário de funcionamento da Pont du Gard

Os portões abrem às 9h da manhã e o horário de fechamento varia conforme a estação do ano, por isso é bom consultar o site: pontdugard.fr. As entradas começam em EUR 8,50, dependendo do combo que você comprar, incluindo atrações como museus, visita guiada, subida ao topo do aqueduto.

Viaje mais: Patrimônios Unesco para você conhecer em suas viagens

 

Acessibilidade na Pont du Gard

Edifícios, caminhos e atividades foram adaptadas para pessoas com todos os tipos de necessidade especial. Há cadeiras de rodas na recepção, sujeitas à disponibilidade.

 

Planeje sua viagem acompanhando todas as dicas do A Camminare no Pinterest, divididas por país ou temas, e não perca as novidades!

Clique na foto para não perder este artigo e salve-o no Pinterest para acessá-lo sempre que quiser.

Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França. Foto: Adriana Lage
Pont du Gard, ponte e aqueduto romano no sul da França.

 

Planeje sua viagem para a França aqui

Passagens aéreas baratas para a França

Encontre seu hotel na França aqui

Seguro viagem para França com desconto. Digite o cupom ACAMMINARE10 para ganhar 10% de desconto.

Chip de internet para França: EasySim4You e MySimTravel

Ingressos sem fila e tours na França

Transfer do aeroporto para seu hotel na França

Alugue um carro na França sem IOF

Faça cotação de dólares e euros aqui

Solicite seu Guia de Bolso ou seu Roteiro Personalizado by Adri Lage


Incentive nosso trabalho! É muito importante para nós! Ao contratar os serviços dos nossos parceiros pelos nossos links, você paga o mesmo valor se comprasse diretamente com eles, ganha até descontos exclusivos em alguns momentos e ainda nos ajuda a manter o site funcionando e atualizado, porque ganhamos uma pequena comissão na venda.


Viaje aqui também
O que fazer em Viena: Roteiro de 3 dias completo!
As melhores lojas de chocolate em Paris
Cicmany, o vilarejo das casas rendadas na Eslováquia
Show de flamenco em Barcelona: Ópera y Flamenco

Tags

Pont du gard aqueduto romanoPont du gard história, patrimônio Unesco na França, atrações no sul da França

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.